Negócios em Foco

Mês do trabalhador: Oito dicas de segurança ao entrar e sair do trabalho

Segundo a ADT, um dos períodos de maior risco de assaltos e invasão a comércios está entre 7h e 9h e 18h e 20h

           
São Paulo 13/05/2019



Segundo dados da central de controle da ADT, maior empresa de monitoramento de alarme do mundo, os períodos de maior risco de invasão e assaltos em comércios são entre 7h e 9h da manhã e 18h e 20h da noite, horários em que muitos estabelecimentos estão fechados ou com pouco movimento.



Por esse motivo, a saída e a chegada de funcionários devem ser acompanhadas por alguns cuidados, como observar a rua e conferir se há alguma ação suspeita nas redondezas. “Muitas pessoas preferem dar voltas no quarteirão antes de entrar no local. Mas nem sempre esse trajeto extra ajuda, pois o suspeito pode não ir embora e a pessoa fica sem saber o que fazer”, explica Robert Wagner dos Santos, especialista em segurança da ADT.



A ADT listou uma série de precauções para evitar riscos e reforçar a segurança ao entrar e sair do trabalho. Confira.



1. Estabeleça contatos: antes de sair do trabalho, avise alguém de casa que você está a caminho;

2. Mude a rota: usar sempre a mesma rota pode facilitar uma abordagem, portanto, faça trajetos alternativos no caminho da volta. Se notar que está sendo seguido, mude o caminho e procure uma delegacia ou policiais que estejam fazendo ronda;

3. Evite sacar dinheiro próximo do trabalho: evite ir ao caixa 24h no período da noite e, se necessário, procure fazer isso em locais movimentados como shoppings ou supermercados - e de preferência acompanhado;

4. Mantenha a parte externa do local bem iluminada: assim é possível visualizar movimentos suspeitos ou aproximações com clareza. Se a luz de um poste estiver apagada, peça à prefeitura que faça a manutenção o quanto antes;

5. Tenha cuidado com grandes veículos: vans, ônibus ou caminhões podem servir como armadilha e alguém pode se esconder e esperar para fazer uma abordagem. Fique atento e não entre em casa se achar a ação suspeita;

6. Chame a polícia (190): se você notar que há um suspeito por perto, não entre no estabelecimento. Se necessário, entre em contato com a polícia;

7. Conheça a rotina da vizinhança: conte com os vizinhos do local. Assim, eles poderão ficar alertas a qualquer movimento suspeito e ligar para a polícia caso algo aconteça. Veja mais informações sobre Vizinhança Solidária aqui;

8. Conte com sistemas de segurança: sugerir que o local invista em alarme monitorado é outra medida protetiva importante, já que o sistema ajuda a inibir uma possível invasão. Além disso, o serviço inicia as providências imediatamente ao sinal de invasão ou pedido de ajuda. “A central de monitoramento funciona 24 horas e possui estruturas de contingência para evitar interrupções, mesmo com queda de energia”, finaliza Santos.

Veja mais

Compartilhe esta notícia

           

Pesquisar


Sobre

Desde 2017 o portal de notícias Negócios em Foco leva informações do mundo empresarial para um público qualificado. Notícias sobre inovações, lançamentos, produtos e serviços são publicadas diariamente atingindo milhares de leitores todos os dias.

Notícias em destaque

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com